Segurança, Desenvolvimento e Defesa nas relações

UE-África

Conferência Internacional

ORADORES

25 de Maio


3º Painel: Migrações e segurança humana

Moderação: Giulia Daniele

Investigadora e Professora Auxiliar Convidada no Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa (Iscte-IUL), Portugal. Concluiu o seu doutoramento em Política, Direitos Humanos e Sustentabilidade ao abrigo de um acordo de co-tutela entre a Universidade de Exeter (Reino Unido) e a Escola de Estudos Avançados de Sant’Anna (Itália) em Abril de 2012, tendo realizado pesquisas de campo em todo o Médio Oriente e Norte de África, especialmente na Cisjordânia, Faixa de Gaza, Israel e Tunísia. Os seus principais interesses de investigação cobrem a intersecção da política do Médio Oriente com a Palestina e Israel, movimentos sociais, estudos feministas e de género, resolução de conflitos, colonialismo de colonos e narrativas etno-nacionais: The Road Not Yet Taken” (Routledge, 2014 e 2018). Entre os seus últimos artigos, inclui-se: ” Political and Social Protests From The Margins: The Role of Mizrahi Jews in Israeli Grassroots Activism” (Etnográfica, 2019) e “Mizrahi Jews and the Zionist Settler Colonial Context: Between Inclusion and Struggle” (Settler Colonial Studies, 2020).

Amanda Bisong

Investigadora no programa de migração do Centro Europeu de Gestão do Desenvolvimento (ECDPM) em Maastricht, nos Países Baixos. Licenciou-se em Direito e possui dois Mestrados em Direito Internacional e Economia (World Trade Institute, Berna) e em Política Comercial Internacional e Direito Comercial (Universidade de Lund). Encontra-se, atualmente, a desenvolver o seu doutoramento em governação da migração na África Ocidental na Faculdade de Direito, Vrije Universiteit em Amesterdão. As suas áreas de investigação centram-se em acordos de migração, migração laboral, exploração das ligações entre comércio e migração em África, governação da migração e a interação entre compromissos regionais e nacionais. Nos últimos anos, publicou vários artigos de investigação sobre a governação das migrações.

Susana Ferreira

Doutora em Relações Internacionais e Segurança Internacional pela Universidade NOVA de Lisboa e pela UNED (Universidad Nacional de Educación a Distancia), tendo recebido o Prémio Extraordinário de Doutoramento da UNED. É professora auxiliar da Universidade António de Nebrija, e Diretora do Mestrado em Gestão de Riscos em Conflitos e do Mestrado em Relações Internacionais em modalidade presencial. É investigadora do Grupo de Investigação em Segurança, Gestão de Riscos e Conflitos (SEGERICO); investigadora associada do Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI) da Universidade Nova de Lisboa; do Grupo de Investigação sobre Políticas Públicas, Segurança Internacional e Governança Global da Universidade Europeia de Madrid; e, do Centro de Investigação de Segurança e Defesa do Instituto Universitário Militar (IUM). Foi investigadora convidada no Institute for the Study of International Migration (ISIM), da Universidade de Georgetown, e no Instituto Universitario General Gutiérrez Mellado da UNED, com o qual mantém uma estreita colaboração. As suas áreas de investigação são as migrações, segurança internacional, segurança marítima, gestão de fronteiras, o Mediterrâneo e a União Europeia, nas quais tem várias publicações nacionais e internacionais de referência.

Aimée-Noël Mbiyozo 

Consultora sénior de investigação no programa de migração do Instituto de Estudos de Segurança em África. Ao longo da última década, liderou investigação sobre a intersecção da migração com outras questões predominantes, tais como as alterações climáticas, género, lei de asilo, tráfico humano, extremismo violento e cidadania. É autora de múltiplos relatórios de investigação, também orientados para a formação de políticas. O seu trabalho tem-se centrado em ambientes de alto risco e frágeis em África, bem como na Ásia Ocidental, Central e Meridional. Aimée-Noël assegura que as suas contribuições se baseiam em perspetivas da vida real dos próprios migrantes. A sua intenção global é utilizar a sua compreensão profunda das políticas de migração e refugiados para dar voz àqueles que não são ouvidos e para afetar as mudanças nas políticas e práticas que estão fundamentadas nas experiências reais dos migrantes.


4º Painel: Alterações climáticas e segurança humana

Moderação: Inês Marques Ribeiro

Investigadora Integrada e Gestora de Ciência no Centro de Estudos Internacionais do Iscte. Investigadora na Direção Geral da Política de Defesa Nacional para apoio à Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia no 1º semestre de 2021. Doutoramento em História, Estudos de Segurança e Defesa sobre análise crítica do discurso da justificação normativa da UE como actor de gestão de crises (Iscte). Mestrado em European Political and Administrative Studies pelo College of Europe (Bruges), e pós-graduação em Estudos Clássicos (Universidade de Lisboa). Funções anteriores: Professora Auxiliar convidada no departamento de História do Iscte. Assistente Editorial no Portuguese Journal of Social Science. Interesses de investigação: União Europeia, Política Comum de Segurança e Defesa, Geopolítica, discurso político, comunicação social, análise crítica de discurso, Pós-Estruturalismo, Construtivismo, Ciências da Comunicação.

Salma Kadry

Investigadora do Centro Internacional do Cairo para a Resolução de Conflitos, Manutenção e Construção da Paz (CCCPA). O seu trabalho centra-se na concepção e gestão de formação e actividades de investigação sobre o nexo entre clima, segurança e desenvolvimento em África. As suas áreas de interesse incluem avaliações de risco climático, política climática e programação em áreas afectadas por conflitos e o nexo entre género, clima e segurança. Possui um mestrado summa cum laude em Estudos Globais da Universidade de Wroclaw (Polónia) e da Universidade de Ghent (Bélgica). A sua tese de mestrado centrou-se na política energética do Egipto pós-2013, onde examinou duas grandes reformas energéticas, nomeadamente a eliminação gradual do programa de subsídios aos combustíveis fósseis e a mudança para as energias renováveis. Antes do seu estudo de mestrado, Salma foi Investigadora no CCCPA. Ela contribuiu para a execução do projecto do CCCPA “Mainstreaming Gender in Peacekeeping and Peacebuilding”. Contribuiu também para o desenvolvimento do primeiro manual de formação e metodologias sobre “Mainstreaming Gender in Peacemaking, Peacekeeping and Peacebuilding” na região do MENA.

Elise Remling

Investigadora no Programa de Alterações Climáticas e Riscos do SIPRI. O seu trabalho centra-se no impacto das alterações climáticas e ambientais na segurança humana, e na forma como as organizações internacionais estão a pensar e a responder aos riscos de segurança relacionados com o clima. Elise tem antecedentes tanto na investigação académica como na investigação orientada para as políticas no domínio das alterações climáticas e do desenvolvimento sustentável, com conhecimentos especializados sobre as implicações sociais das alterações climáticas. A sua investigação tem-se centrado particularmente no processo de adaptação às alterações climáticas a diferentes níveis de governação. Elise recebeu o seu doutoramento em Ciências Ambientais da Universidade de Södertörn, Suécia, em 2019. Na sua dissertação, analisou a forma como a adaptação climática é conceptualizada e definida na política e na prática, e com que efeitos políticos. O seu trabalho foi publicado em revistas académicas de alto impacto, incluindo em Política Climática, Política Ambiental, Clima e Desenvolvimento e Mudança Ambiental Regional. Elise é uma bolseira de investigação do Projecto de Governação do Sistema Terra. 

Luca Raineri

Investigador de Estudos de Segurança e Relações Internacionais na Escola de Estudos Avançados de Sant’Anna em Pisa, Itália. As suas áreas de especialização incluem segurança africana, governação transnacional, e estudos sobre paz e conflitos, com especial ênfase na região do Sahara-Sahel e uma vasta experiência de trabalho de campo. O Dr. Raineri é doutorado em Política Global pela Escola de Estudos Avançados de Sant’Anna (2016), e tem contribuído para vários projectos de investigação europeus. Tem sido membro da Escola de Investigação de Oslo sobre Paz e Conflito, e tem consultado várias organizações internacionais, ONGs e instituições de investigação que lidam com a segurança e os seus nexos com os direitos humanos e o desenvolvimento, com particular incidência em África.


Sessão de encerramento

Oradora convidada: Rita Laranjinha

É graduada em Relações Internacionais pela Universidade de Lisboa, e em Estudos Europeus, Ciência Política e Administração, pelo Colégio da Europa, em Bruges. Foi aceite na Carreira Diplomática em 1996, e entre os seus diversos cargos neste âmbito, destacam-se os seguintes: assessora do Secretário de Estado dos Assuntos Europeus, assessora do Ministro de Negócios Estrangeiros, e chefe de gabinete do Ministro dos Negócios Estrangeiro. Entre Agosto de 2011 e Junho de 2012 foi chefe do departamento para organizações multilaterais da Direção Geral de Política Externa. Nos dois anos seguintes, foi subchefe da missão diplomática portuguesa em Luanda. Em 2015 foi nomeada Diretora-Geral Ajunta de Política Externa, encarregue das relações com África e Américas, tendo sido, no mesmo ano, promovida a Ministra Plenipotenciária. De Novembro de 2015 a Agosto de 2018 foi novamente chefe de gabinete do Ministro de Negócios Estrangeiros. Em 2018 foi nomeada embaixadora de Portugal na Dinamarca, e em 2019 para a Lituânia (não residente). Em Dezembro de 2020 foi nomeada Diretora Geral para África do Serviço de Ação Externa Europeu, cargo que ocupa atualmente. 

Artigos relacionados

Uma entrevista com…
Instituto da Defesa Nacional
Instituto da Defesa Nacional – 5 Publicações para ler
Publicação da Revista “Relações União Europeia-África: Que futuro?” da Plataforma Portuguesa das ONGD